sexta-feira, 26 de maio de 2017

* "Currículo para o Culto Infantil"

Aula 03 # Curso Culto Infantil




* Visuais para "A Mulher Samaritana"






* O poço...







* Atividades de "A Mulher Samaritana"







* Trabalhinhos de "A Mulher Samaritana"













* "A Mulher Samaritana" para colorir





* "Salmos 55.22"


Versículo do Dia: 
“Confia os teus cuidados ao SENHOR, 
e ele te susterá.”
Salmos 55.22
          A inquietação, ainda que exercida sobre assuntos legítimos, levada ao excesso, possui em si mesma a natureza do pecado. O preceito de evitar a inquietação é repetido diversas vezes por nosso Senhor. É um preceito reiterado pelos apóstolos; é um princípio que não pode ser negligenciado sem envolver transgressão, pois a própria essência da prudência ansiosa é o pensamento de que somos mais sábios que Deus e, a ação de, com ímpeto, colocarmos a nós mesmos no lugar dele, a fim de fazermos por Ele o que Ele incumbiu-se de fazer por nós. Tentamos pensar naquilo que imaginamos que Ele esquecerá. Esforçamo-nos para levar sobre nós mesmos nossos pesados fardos, como se o Senhor fosse indisposto ou incapaz de leva-los em nosso lugar. Tal desobediência a este princípio de nosso Senhor, esta incredulidade para com sua Palavra, esta presunção de intrometer-se em sua providência, tudo isto é pecaminoso. E mais do que isto: a inquietação frequentemente leva ao pecado. Aquele que não consegue entregar, com tranquilidade, os seus assuntos nas mãos de Deus, mas carrega os próprios fardos, esse provavelmente será tentado a usar meios errados para ajudar a si mesmo. Este pecado leva a esquecer de Deus como nosso Conselheiro e, em vez disso, a recorrer à sabedoria humana. Isto equivale a beber das “cisternas rotas”, em vez de beber do “manancial de águas vivas” (Jeremias 2.13) – um pecado cometido pelo Israel do passado.
          A ansiedade nos faz duvidar da bondade de Deus, e nosso amor por Ele se torna frio. Se desconfiamos e entristecemos o Espírito Santo, nossas orações são obstruídas, nosso exemplo de consistência é manchado, e vivemos no egoísmo. Se, à medida que nossos fardos nos sobrevierem, os lançarmos no Senhor, não ficando ansiosos (Filipenses 4.6), isto nos tornará mais próximos dele e nos fortalecerá contra essa tentação. 
“Tu, 
SENHOR,
conservarás em perfeita paz
 aquele cujo propósito é firme; 
porque ele confia em ti” 
Isaías 26.3

de http://voltemosaoevangelho.com


quarta-feira, 24 de maio de 2017

* "Jonh Wycliffe"



* "ADULTÉRIO É LOUCURA"



          O prazer do adultério é muito curto para o longo sofrimento que ele causa. A aventura de uma noite de paixão pode resultar numa vida inteira de vergonha e lágrimas. O adultério é uma loucura. É o que diz a Bíblia: 

"O que adultera com uma mulher está fora de si; 
só mesmo quem quer arruinar-se é que pratica tal coisa"
Provérbios 6.32

Hernandes Dias Lopes



* "Franklin Ferreira"

A imagem pode conter: texto


* "Salmos 66.20"


Versículo do Dia: 
“Bendito seja Deus, 
que não me rejeita a oração.”
Salmos 66.20
Ao considerarmos o caráter de nossas orações passadas, se o fizermos com sinceridade, ficaremos repletos de admiração ante o fato de que Deus as respondeu. Talvez alguns imaginem que suas orações são dignas de aceitação, assim como o faziam os fariseus. O verdadeiro crente, numa retrospectiva mais iluminada, lamenta por suas orações. Se ele pudesse voltar atrás em seus passos, desejaria orar com mais fervor.
Crente, lembre-se de quão frias têm sido as suas orações. Em sua oração secreta, você deveria lutar como Jacó. Em vez disso, as suas petições têm sido poucas e frágeis – bem distantes daquela fé humilde, perseverante e confiante que clama: “Não te deixarei ir se me não abençoares” (Gênesis 32.26). Apesar disso, afirmamos com admiração, Deus tem ouvido suas frias orações. Ele não somente as tem ouvido, mas também respondido. Considere igualmente o quão infrequentes têm sido as suas orações, a menos que tenha passado por problemas, e então, tenha recorrido com frequência ao trono de misericórdia. Mas quando a libertação vem, onde vai parar sua súplica constante? Contudo, embora você tenha cessado de orar como fez, Deus não cessou de abençoá-lo. Quando você negligenciou o trono de misericórdia, Deus não o abandonou, mas a luz brilhante da Glória tem estado sempre visível entre as asas do querubim. Quão admirável é o nosso Deus, que ouve as orações daqueles que O buscam quando têm necessidades urgentes e O negligenciam quando recebem uma misericórdia. Eles se aproximam de Deus, quando são forçados, mas esquecem de buscá-Lo, quando as misericórdias são abundantes e as aflições, escassas!
Que a graciosa bondade de nosso Senhor em ouvir tais orações motive nosso coração, de modo que daqui para frente sejamos encontrados com “toda oração e súplica, orando em todo tempo no Espírito” (Efésios 6.18).

de http://voltemosaoevangelho.com


* O preço foi pago com sangue inocente!!!"

Nenhum texto alternativo automático disponível.


terça-feira, 23 de maio de 2017

* "1 Pedro 2.3"


Versículo do Dia: 
“Se é que já tendes 
a experiência de que o Senhor é bondoso.” 
Pedro 2.3
          “Se” – não se trata de um assunto que se possa ter por certo no que se refere a cada um da raça humana. “Se” – esta palavra nos diz que existe a possibilidade de alguns ainda não haverem provado que o Senhor é bondoso. “Se” – não se trata de misericórdia geral, mas especial; e é necessário perguntar se conhecemos a graça de Deus por experiência íntima. Não há bênção espiritual que não seja um motivo para examinarmos nosso próprio coração. No entanto, embora o provar que o Senhor é bondoso seja um assunto de sincera investigação, realizada sob oração, ninguém deve ficar contente, enquanto houver este “se” no que diz respeito a provar que o Senhor é bondoso.
          Uma santa e zelosa desconfiança do “eu” pode levar ao surgimento desse questionamento no coração do crente, mas a permanência dessa dúvida seria algo ruim. Não devemos descansar enquanto não lutarmos desesperadamente para segurarmos o Senhor nos braços da fé, declarando: “Sei em quem tenho crido
 e estou certo de que ele é poderoso 
para guardar o meu depósito até aquele Dia”
2 Timóteo 1.12
          Não permita que nada lhe satisfaça, até que, por meio do infalível testemunho do Espírito Santo, falando em seu espírito, você tenha a certeza de que é um verdadeiro filho de Deus (ver Romanos 8.16). Não menospreze isso. Não permita que nenhum “talvez” ou “se” lhe satisfaça a alma. Construa sobre verdades eternas, e construa verdadeiramente. Aproprie-se das “fiéis misericórdias prometidas a Davi” (Isaías 55.3). Lance sua âncora naquilo que está dentro do véu, e cuide para que sua alma esteja ligada à âncora por um cabo que não quebrará. Avance para além desse terrível “se”. Não habite mais no deserto de dúvidas e temores. Atravesse o Jordão da desconfiança e entre na Canaã da paz, onde os cananeus ainda permanecem, mas onde a terra não cessa de manar leite e mel (ver Levítico 20.24).

de http://voltemosaoevangelho.com


* "Josué" Parte 2

"Amei!!! Deus é lindo e esse Ministério é demais!!!" 
de Ministério Infantil Cascavel


Maternal e Jardim








Primários e Juniores






Atividade Lúdica